Ela matou seu amante e depois deu os pedaços para seus amigos comerem em um churrasco


terça, 07 de maio de 2019

Uma mulher de Indiana já presa por matar e desmembrar seu amante e estrangular seu marido até a morte pode ser responsável por outros nove assassinatos, bem como por um caso suspeito de canibalismo.

Kelly M. Cochran, de 35 anos, foi sentenciada a 65 anos de prisão pela morte de seu marido, Jason Cochran, de 37 anos, em sua casa em Hobart, Indiana. 

Ela já está cumprindo uma sentença de prisão perpétua pelo assassinato em 2014 de seu amante, Christopher Regan, de 51 anos, em Iron River, Michigan. 


Kelly disse aos investigadores após a sua prisão que ela drogou o marido com heroína e depois o sufocou até a morte porque ele tomou "a única coisa boa" em sua vida na morte de Regan.

Durante seu julgamento anterior, os promotores de Michigan afirmaram que ela atraiu Regan em sua casa, onde Jason atirou nele e depois ajudou a massacrar seu corpo e esconder seus restos na floresta.